fev 6 2017
Siglas de Tentante

Bom dia!

Tudo bem com vocês?

Um dos assuntos mais pedidos por vocês, foi depoimentos e também acho muito importante, pois é através deles que renovamos nossas esperanças e acreditamos que tudo vai dar certo.

E esse com certeza me motiva, acompanhei a história da Tati, a partir do momento que criei meu instagram e a admiro muito, obrigada por compartilhar!!

Um Grande beijo,

Roberta

(Quase Mamãe)



Segue meu depoimento:)

Iniciei as tentativas para engravidar em fev/2012, e em maio/2012! Tudo parecia lindo, acabei falando para algumas pessoas, mas duas semanas depois um pequeno sangramento e uma grande tristeza, a gravidez não evoluiu! Triste e ainda tendo que dar a notícia para quem já sabia.
Na época precisei passar por curetagem por ser um aborto retido. O médico falava que era comum acontecer aborto na primeira gravidez. Então, voltei as tentativas.

Passou uns 7 meses e eu engravidei novamente e mais uma vez sem evolução e nova curetagem.
Nesse momento, o médico decidiu investigar!

Fiz milhares de exames e descobrimos pequenas alterações nos exames, sendo uma delas uma incompatibilidade com o meu marido (crossmatch)!Fui direcionada a um tratamento imunológico, minha pressa era tanta que optei por fazer uma Fertilização in Vitro.

Essa Fertilização foi um desastre, tudo deu errado, tive 40 folículos, hiperestimulo, congelei 19 embriões!
Quando fui descongelar, dos 19 embriões sobraram apenas 4 embriões e de qualidade ruim. Conclusão nem cheguei a engravidar!

Passou uns 4 meses engravidei no coito programado, mas mesmo com o tratamento imunológico, a gestação não evoluía, nesse momento perdi as esperanças, até que um anjo me ajudou!

Durante o tratamento para manutenção da compatibilidade do marido (vacina ILP) uma atendente (digo um anjo) disse que existia outras opções de tratamento, e mencionou a chamada “Santa Imuno”, um tratamento com Imunoglobulina Humana.

Nesse momento minhas esperanças foram renovadas (até esse momento já tinha passado por 4 abortos).Fiz o exame de Atividade Nk no sangue w Procurei o médico Dr Ricardo Barini.

Realizei o tratamento imunológico com a Imunoglobulina Humana e indução de ovulação! No mesmo mês do início do tratamento eu estava grávida do Lucca, e aí tudo fluía super bem.

Comecei a fazer meu pré-natal com meu Ginecologista e Obstetra, e tinha vida normal! Mas, com 20 semanas de gestação meu colo do útero dilatou e eu “praticamente” entrei em trabalho de parto, foi uma confusão (estava no litoral, tive que pegar estrada), mas cheguei sã e salva no Hospital em São Paulo (onde eu moro).Fui internada e mantida em repouso absoluto!

Consegui manter a gestação por mais 10 dias, mas meu Lucca nasceu com 21 semanas e infelizmente não sobreviveu fora do útero! Fui do céu ao inferno em 10 dias. Esse foi um dos piores dias da minha vida.
O tempo me ajudou a me recuperar e tinha esperança de conseguir engravidar novamente, afinal já sabia o diagnóstico e o tratamento.

Após 6 meses da perda do Lucca eu engravidei novamente (pela sexta vez), só que dessa vez a “Santa Imuno” falhou comigo, sofri, chorei! Decidi que devia entregar para Deus a forma que eu seria mãe, ingressei com o processo de adoção!
Porém eu não desistia de engravidar e de ser mãe, iria insistir até conseguir ser mãe, a forma Deus que decidiria.

Passou 4 meses, e fiz um novo tratamento e eu engravidei, mas novamente eu perdi!!! Estava às vésperas do Natal, coloquei um sorriso no rosto e fui para a festa em família (difícil sorrir qdo se quer chorar), mas a família não tinha culpa das minhas dores.

Nesse momento, decidi curtir o Réveillon na praia e não quis fazer curetagem! Dia 07 de janeiro de 2016, um ano exatamente após a perda do Lucca, eu tive uma hemorragia gigante, eu chorava no corpo e na alma…era dor em cima de dor!

Algum tempo passou e ainda sobrava restos do sétimo aborto, fui submetida novamente a uma histeroscopia cirúrgica.
Procurei novas opiniões médicas, mas optei por manter com meu médico. Nessa época evitava engravidar!

Optamos por evitar até a próxima consulta . Nesse período tivemos o laudo positivo da psicologa do Fórum, estávamos a um passo de sermos “habilitados” na adoção. Saímos para comemorar, bebemos e não usamos proteção.

Na semana seguinte era a nossa consulta, avisamos o médico sobre o risco e ele disse que faria o tratamento no próximo ciclo e se desse positivo o teste de gravidez nesse ciclo iniciaríamos o tratamento. Informei que estaríamos de férias na Jamaica, ele nos orientou a colocar alguns remedinhos na mala, e assim fizemos.

E foi assim durante a viagem para a Jamaica descobrimos a gravidez do Nicolas e decidimos curtir.
Tinha medo, mas optei curtir a gestação. Agendei o tratamento para assim que voltássemos de viagem!
Minha gestação foi de risco, realizei cerclagem com 13 semanas e fiz repouso leve após a cerclagem.
O repouso foi bem puxado, mas valeu a pena cada esforço.

Apesar do risco de parto prematuro, meu filho nasceu com 38 semanas e mais de 3 kilos, e super saudável!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *